21/02/2013

EPI em Angola

615
190
110
290
400
3.100
Total 4.705 Akz = 47 USD = 38€

19/06/2012

Certo (7)

Enviado por Ana Rolim

11/10/2011

Medical Animation

Não consigo publicar vídeos diretamente do Youtube, aqui fica o ligação para um filme muito interessante


sobre Ortopedia que começa com a falta de segurança no trabalho, o pretexto.

Há mais dos mesmos produtores, a Medical Animation, vale a pena ver.

Muito obrigada Mad Hatress ;-)

09/08/2011

Casos para a Coleção

À luz do dia na capital e sob o olhar da autoridade

Até um varão de aço nos pode cair do céu.

08/08/2011

Casos para a Coleção

Enviado por José Fernando

05/08/2011

Inquérito

A pedido da Raquel Lázaro: "estou a a realizar um projecto de investigação acerca dos custos das lesões músculo-esqueléticas, do qual faz parte um questionário que deve ser preenchido por vários Técnicos de Segurança e Higiene do Trabalho. Nesse sentido queria pedir-vos que divulgassem o meu blog, onde consta o questionário, de forma a que o maior número possível de pessoas pudesse responder", aqui.

26/07/2011

Casos para a Coleção

Enviado por Lúcia Rebelo

02/07/2011

Certo (6)

Aceitei a sugestão do José Fernando, fui espreitar o site, e esta pode ser a solução para este "Casos para a Colecção", passe a publicidade. Muito obrigada pela ideia!

22/03/2011

Certo (5)


video


Enviado por Margarida Leitão

30/01/2011

Formação de HST

Por acaso descobri este site patrocinado pela Direcção Regional de Educação do Centro com uma proposta muito interessante e organizada de um curso sobre Higiene e Segurança no Trabalho do IDICT em parceria com o Ministério da Educação e com o Ministério da Saúde para implementar um Programa Nacional subordinado ao tema Educação para a Segurança e Saúde no Trabalho. O curso é de 2002 mas vale a pena dar uma vista de olhos e servir de base a uma actualização.

25/01/2011

Casos para a Colecção

video

Enviado por Maria José Costa

22/11/2010

Casos para a Colecção

Não sei se estou certa, mas na dúvida aqui fica:será que as guardas da varanda servem para apoio do arnês?

01/09/2010

Casos para a Colecção

Somos todos responsáveis. Ou não?

22/08/2010

Concurso de Fotografia

Para mais informações MESHO 2010

3 fotografias até 3 de Setembro de 2010 :-D

28/07/2010

Portaria n.º 16/2004

Com a informação do INCI sobre as empresas com alvará de construção civil das classes 6, 7, 8 e 9 em 2010:e a obrigatoriedade dessas empresas terem no quadro de pessoal TSHT e TSSHT, é este o mercado de trabalho:
No total são, no mínimo, 1075 postos de trabalho directo na área da Segurança e Higiene.

14/07/2010

Casos para a Colecção

video

Enviado por Manuela Rafael

22/06/2010

Casos para a Colecção

Exemplos a não seguir... nem no circo :-D

12/03/2010

Associação Portuguesa dos Técnicos de Prevenção e Segurança

Será que devia pertencer à APTPS?

Vale a pena conhecer o site!

11/03/2010

Revista "SEGURANÇA"

A revista que está sempre presente em seminários, congressos, palestras, finais de cursos :-D

a única publicação que conheço do género.
Haverá outras?

11/02/2010

Casos para a Colecção

Enviada pelo Rui Ribeiro

16/12/2009

Casos para a Colecção

Na mesma avenida mas a uns duzentos números mais abaixo da A.C.T.

Ninguém viu :-P

09/12/2009

Pergunta e Opinião

Pergunta:
"Sou arquitecta e surgiu-me a oportunidade de frequentar um curso de Técnico Superior de Segurança e Higiene no Trabalho. Tenho todavia algumas dúvidas que gostaria de lhe colocar e às quais talvez me possa dar resposta.
1. Como arquitecto faz sentido tirar este curso, ou seja, tem saída profissional nesta área?
2. Disseram-me em tempos que havia alguma dificuldade em obter o CAP apesar do curso, sabe por ventura como está essa situação?"
.
Opinião:
1. Faz todo o sentido! Qualquer profissão ou mesmo a habilitação de Técnico de Segurança e Higiene per si são igualmente válidas e necessárias. Penso que a sua dúvida terá mais a ver com a discussão sobre TSH na construção civil. Por exemplo: estaria apta a trabalhar como TSH numa fábrica de têxteis? E numa industria de separação de lixos? E num escritório? A resposta é sim porque a habilitação é genérica. No entanto pelo facto de ser arquitecta talvez seja mais indicada para a construção civil, não concorda?
2. Desconheço essa dificuldade. Para ter a certeza que vai tirar um curso credível e com acesso ao C.A.P. será mais seguro informar-se na A.C.T.. Experimente ir ao site da A.C.T.. Um conselho: ligue para uma delegação regional da A.C.T. em geral têm mais disponibilidade para esclarecer dúvidas. Se não conseguir resposta o melhor é apostar numa instituição de formação reconhecida.
3. Boa sorte!

01/12/2009

Trabalho Procura

Sou Técnico Superior de Higiene e Segurança e ocorreu-me então que, em virtude do tema, poderá ter eventualmente conhecimento de oportunidades de emprego nesta área. Infelizmente, após quatro anos de trabalho contínuo como Técnico Superior de Higiene e Segurança no Trabalho numa empresa de construção civil e obras públicas, vi-me obrigado a abdicar do meu posto de trabalho, por incumprimento salarial da entidade empregadora. Vivo por isso desde o inicio do mês de Novembro de 2009, uma situação temporária de desemprego que, espero, seja breve.
Melhores cumprimentos,

30/11/2009

Pergunta e Opinião

Pergunta:
"Em trabalhos em altura, qual a altura que consideramos para se considerar um trabalho em altura. Uns dizem-me 1,20m, outros1,80m e também 2,00m. Há alguma regulamentação (decreto-lei) onde diga explicitamente a altura, ou só há NR? Agradeço se me puder ajudar. Cumprimentos, Mário Silva"
.
Opinião:
Como não sabia responder resolvi perguntar e indicaram-me 2,00m como referência acima do solo e 0,90m como referência abaixo do solo e a leitura do Decreto n.º 41821 de 11 de Agosto de 1958... Não encontrei a definição de "trabalhos em altura", apesar de ser várias vezes referido no Decreto-lei 50/2005 de 25 de Fevereiro. Em resumo a pegunta é pertinente e a minha opinião inconclusiva, espero que apareçam outras opiniões :-P

17/10/2009

Casos para a Colecção

Quem diria que o "malandro" se esconderia aqui?
Quem disse que no trabalho não se brinca às escondidas com a segurança?

23/08/2009

Pergunta e Opinião

Pergunta
Recebido por correio electrónico em 22 de Agosto de 2009
"Olá Monica encontrei o seu blog http://coordseg.blogspot.com/, eu comecei há muito pouco tempo como TSHST numa obra, a obra ainda está na fase inicial e estou um pouco "verde". Tenho tentado ter tudo em ordem, inclusive muita documentação que não existia, visto o empreiteiro não querer saber muito da coisa. Vejo que possui alguma experiência se me poder dar alguns conselhos, ou dicas ficava muito agradecido. Peço desculpa por esta "invasão". Cumprimentos. Filipe".
.
Opinião
Organizar os documentos é quase tudo! Ser TSHST numa obra é seguir o desenvolvimento do PSS e colaborar com a coordenação de segurança em fase de obra. Dar o exemplo na utilização de EPI's, não descurar as formações gerais (ditas de acolhimento) e as formações especificas do trabalho com risco, manter o estaleiro organizado, ter pontos de recolha de lixo selectivo, criar evidências da actividade desenvolvida, isto é, pôr em papel a comunicação oral e de preferência com a assinatura do trabalhador. Ser muito assertivo :-D

15/08/2009

Casos para a Colecção

video

Enviado por Eduardo Serra

24/07/2009

Casos para a Colecção

Enviado por Carla Grelha

24/06/2009

Casos para a Colecção

video

Enviado por Adelina Silva

23/06/2009

Casos para a Colecção

video

Enviado por Adelina Silva

17/06/2009

Trabalho Oferta

Bom dia,
Numa pesquisa na internet deparei com o seu blog e consequente contacto. Estamos à procura de um Tecnico Superior de Higiene e Segurança com experiência na área de trabalhos de estrada, viadutos e obras de arte, para a zona de Leiria. Pode ajudar-me? Se for possivel e dos conhecimentos que tiver agradeço que me envie alguns curriculum's se for possivel. Cumprimentos. João Paulo Moniz da Maia
Serra & Fortunato - Empreteiros, S.A.
DPP - Divisão de Produção de Obras Públicas
Serviços Administrativos
Telm.: 961 319 450

16/06/2009

Casos para a Colecção

video

Enviado por Adelina Silva

12/05/2009

Casos para a Colecção

Está um homem na cobertura como se fosse um qualquer elemento construtivo, uma chaminé, será?

30/04/2009

Casos para a Colecção

A Técnica de Segurança e Higiene teve "razões muito fortes" para não ter tempo de ir a casa buscar as devidas botas. E para permitir a "geringonça" para "desenrascar" o transporte de pessoas quais terão sido as razões? Fortíssimas, sem dúvida!

12/12/2008

Casos para a Colecção

video

Enviado por Carlos Ferreira

10/12/2008

Casos para a Colecção

video

Enviado por Paulo Mendes

20/11/2008

Casos para a Colecção

Cada homem no seu galho ou será cada macaco na sua escada?

05/10/2008

O primeiro

Conheci o primeiro Técnico de Segurança e Higiene completamente adaptado ao sistema: deve ser destes que as empresas gostam :-(

11/09/2008

Casos para a Colecção


Enviado pelo Patrick Guerreiro

24/08/2008

Certo (4)

Uma boa ideia para um cartão de identificação com informação sobre segurança.

23/08/2008

Casos para a Colecção



Enviado pelo Nuno Ventura

03/07/2008

Nomes e Mensagens

Concorri para os quadros de uma entidade inspectiva estatal, que não vale a pena dizer o nome porque o nome está sempre a mudar. Por causa do concurso tive que fazer um exame, estudar muita legislação e assim descobri que o nome da entidade inspectiva mudou mais vezes do que a minha memória se lembrava. Na minha opinião a mudança de nome e imagem faz o cidadão que não está sensibilizado para estes assuntos e que precisa de ajuda e informação, ficar ainda mais confuso e perdido. A mensagem de solidariedade e apoio ao cidadão que a entidade inspectiva estatal devia dar fica-se pelos corredores de quem lá circula. É tão irónica a nossa sociedade!

28/04/2008

28 de Abril

Dia Mundial da Segurança e Saúde no Trabalho
e
Dia Nacional da Prevenção e Segurança no Trabalho
Uma data para reflexão. O que parece simples e óbvio, trabalhar sem pôr a vida em risco, a vida, a integridade física, emocional e intelectual.

18/04/2008

Dúvida (2)

Haverá alguma disposição regulamentar que obrigue o empregador a disponibilizar o equipamento de trabalho ao trabalhador? É que as expressões “proporcionar”, "contribuir", “prevenir”, “adoptar”, “fornecer” e tantas outras constantes no Artigo 120.º – Deveres do empregador da Lei n.º 99/2003 de 27 de Agosto, parece que não implicam a sua existência no local de trabalho e verifica-se a necessidade do trabalhador o providenciar sob pena de não puder cumprir com a tarefa para o qual foi contratado. Não esquecer que a justificação "ahh não sabia" não é legal.

17/04/2008

Dúvida (1)

Haverá alguma disposição regulamentar que obrigue o empregador a dar o equipamento de protecção individual ao trabalhador? É que as expressões “proporcionar”, "contribuir", “prevenir”, “adoptar”,
“fornecer” e tantas outras constantes no Artigo 273.º - Obrigações gerais do empregador da Lei n.º 99/2003 de 27 de Agosto, parece que não implicam a oferta, já que verificam-se casos de equipamentos individuais de protecção descontados no salário dos trabalhadores. Não esquecer que a justificação "ahh não sabia" não é legal.

11/02/2008

Protecção, Saúde e Segurança do Cidadão

Estudos realizados no INETI no âmbito da segurança alimentar

02/02/2008

Casos para a Colecção

video

Enviado pela Cristina Santos

01/02/2008

Casos para a Colecção

video

Enviado pela Cristina Santos

18/01/2008

Monitor - Projectos e Edições, Lda.

Gestão de Sistemas em Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho




Avaliação do Risco em Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho





Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho - Jogos para Formadores

09/01/2008

Casos para a Colecção

video

Enviado pela Lurdes Viana

08/01/2008

Errado (2)

Temos olhos mas não vimos, temos boca mas não falamosParece que uma fotografia vale por tudo isso

07/01/2008

Errado (1)

Assim se ganha dinheiro:
No estrito cumprimento das dimensões da vala;E, se possível, podendo poupar algums metros cúbicos de trabalhos; Porque o trabalhador vale quinhentos e trinta euros por mês.

31/12/2007

Pergunta e Opinião

Pergunta
Recebido por correio electrónico em 28 de Novembro de 2007:
"Exmºs.Srs.: Trabalho na Santa Casa da Misericórdia de Alcácer do Sal, onde trabalham mais de 120 trabalhadores e venho solicitar esclarecimento sobre o processo de autorização de entidades prestadoras de serviços externos de SHST/MEDIALENTEJO, no sentido de esclarecer se a referida Empresa está plenamente apta nos termos da lei a prestar os serviços que se propõe desenvolver naquela Instituição Privada de Solidariedade Social, uma vez que a mesma consta na listagem de processos pendentes, disponível na Internet com data de última actualização a 16/10/07. Cumprimentos. José Gregório Caixeirinho"
.
Opinião
A resposta completa à questão encontra-se aqui do qual se transcreve o seguinte "Os serviços externos carecem de autorização para o exercício da actividade, de acordo com o definido no artigo 230º da Lei 35/2004. A autorização deverá ser requerida ao Instituto para a Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho e poderá ser concedida para as actividades da segurança, higiene e/ou saúde no trabalho" pelo que, na minha opinião, a empresa citada não está apta a prestar os serviços, mas nada melhor do que fazer a pergunta por escrito ao ISHST.

20/12/2007